Categorias

Como ficam as palavras com o prefixo "re" pelo Novo Acordo Ortográfico?

De fato, a leitura rigorosa do texto do “Acordo” nos leva à conclusão de que palavras como “reeleger”, “reeditar”, “reelaborar” etc. deveriam ser escritas com hífen. Foi assim que entenderam algumas editoras, que, no ano passado, lançaram dicionários em que se viam essas grafias. A própria ABL (Academia Brasileira de Letras) lançou um dicionário (“Dicionário Escolar da Língua Portuguesa”) em cuja primeira edição também se viam as grafias mencionadas. Depois disso, a ABL disse que essa opção resultou de precipitação, de mau entendimento do “espírito do acordo” etc. Na segunda edição do tal dicionário e no “Vocabulário Ortográfico” (lançado em março), a ABL eliminou o hífen de todas as palavras formadas com o prefixo “re”.
Enviar ao amigo Quem participou

Categorias

O uso de pronomes em saudações finais

Quando o pronome “nos” é posposto a formas verbais da primeira pessoa do plural (nós), ocorre a supressão do “s” final da forma verbal: despedimo-nos, beijamo-nos, abraçamo-nos, vimo-nos, ofendemo-nos, amamo-nos
Enviar ao amigo Quem participou

Categorias

Oh, dúvida cruel! Como se escreve: com "z" e "ç"

Os dicionários brasileiros, o “Dicionário Universal da Língua Portuguesa”, de Portugal, e o “Vocabulário Ortográfico” só registram as formas “encapuzado” e “encapuzar”. Há, no entanto, um dicionário português, o da Porto Editora, que registra as duas formas (com “z” e com “ç”). Parece mais sensato optar pela forma com “z”.
Enviar ao amigo Quem participou

Categorias

Que palavra é essa "refacção"?

De fato, nossos mais importantes dicionários ainda não registram a palavra “refacção”, embora haja seu registro (com o sentido de “ato de refazer”) em inúmeros textos técnicos que tratam do ensino e do aprendizado da escrita e da reescrita. Espera-se que as novas edições dos nossos dicionários tragam a palavra, já que sua alta incidência é motivo mais do que suficiente para seu registro.   
Enviar ao amigo Quem participou

Categorias

"A fim" ou "Afim" ?

A frase correta é a segunda. A locução “a fim de” indica ideia de finalidade e equivale a “para” (“Para ganhar dinheiro, realiza consertos”). A palavra “afim” é adjetivo e significa “que apresenta afinidade, semelhança” (“Nossos interesses são afins”; “A visão de mundo dela é afim com a minha”). 
Enviar ao amigo Quem participou

Categorias

Uso do verbo de ligação

Os mais conhecidos são “ser”, “estar”, “permanecer”, “ficar”, “continuar”, “parecer” e “andar”. É importante lembrar que classificações como essa (verbo de ligação) não são fixas, mas contextuais. Os verbos da lista não são de ligação; podem ser de ligação, o que é bem diferente. Em “Ela anda triste” e “Ela anda todo dia, quer chova, quer faça sol”, por exemplo, o verbo “andar” tem valores bem diferentes. No primeiro exemplo, indica que o estado de tristeza é mais ou menos recente e um tanto constante; no segundo exemplo, indica ação, movimento (é sinônimo de “caminhar”). O primeiro verbo “andar” é de ligação (ou predicativo, como dizem alguns); o segundo é intransitivo.
Enviar ao amigo Quem participou

Categorias

Quem é o sujeito?

O sujeito da primeira oração é mesmo “todos”; o sujeito da segunda oração é “a passagem do cometa”, cujo núcleo é “passagem”. Em “Todos se cumprimentavam”, indica-se ideia de reciprocidade (A cumprimenta B; A é cumprimentado por B), ou seja, o sujeito funciona como agente e paciente do mesmo processo.
Enviar ao amigo Quem participou

Categorias

Verbo impessoal

A resposta é “c”. O verbo “haver” é impessoal (sem sujeito) quando empregado como sinônimo de “existir”, “ocorrer”, “acontecer”. É esse o caso da frase “c”, cuja correção é esta: “Nunca mais houve cometas iguais”. A frase “b” é correta porque o verbo principal da locução”deverá haver” é “haver”, empregado aí com o sentido de “existir”. A impessoalidade de “haver” passa para o auxiliar (“dever”), que fica no singular: “Não deve haver tumultos”. 
Enviar ao amigo Quem participou
Paginas(s): «1415161718»