Busca
mais opções
Índice

Últimos acessos
Situação problema

Na origem desse método, está uma ideia simples: apenas receber passivamente o ensino e decorar lições pode não ser suficiente para levar a uma boa compreensão de disciplinas como matemática, ciências, geografia, entre outras.

Sabemos que a ciência e a tecnologia se desenvolvem sempre em função do objetivo de resolver problemas. Todas as experiências recentes em psicologia da educação comprovam que o mesmo ocorre com as crianças, que aprendem melhor qualquer conteúdo quando este é "problematizado" para elas.

É preciso tentar recriar, em sala, situações em que os conceitos adquiram significado. Em matemática, por exemplo, uma forma de introduzir os números negativos é apresentar situações em que seja preciso calcular médias de temperaturas em lugares muito frios. Dessa forma, o conceito de "números negativos" torna-se mais significativo.

Todo um ramo de pesquisa acadêmica se ocupa hoje de atividades de "engenharia didática" para tentar definir sequências de situações-problema que possam tornar mais profunda a aprendizagem de conceitos importantes das diferentes matérias.

Uma das grandes vantagens desse método é que os alunos assumem um papel muito mais ativo no desenrolar do processo de ensino-aprendizagem. Em vez de simplesmente decorarem conceitos e fórmulas, eles os utilizam como elementos para resolver problemas.

Devemos esperar que, ao longo dos próximos anos, continue se acentuando a tendência atual e que, cada vez mais, os materiais didáticos possam incorporar uma visão de aprendizagem inspirada no método das situações-problema.



Ir para:


Este é um verbete esboço. Pode ser alterado por qualquer usuário.
Última alteração em 27/02/2007 16:12:16 por Luca Rischbieter (editor)