Meu Professor Inesquecível
Veja outros depoimentos

Zeca Baleiro


Zeca Baleiro"Tinha eu catorze anos e fazia a oitava série quando conheci um professor muito especial. Era o professor Furtado, de português e literatura, um homem de idéias muito avançadas, muito inteligente e culto, de um humor e ironia muito finos, cortantes. Pra vocês terem uma idéia, certa vez ele nos recomendou a leitura de dois grandes clássicos: Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis, e O Estrangeiro, de Albert Camus. Teríamos que ler, fazer a interpretação do texto e depois debater na sala de aula. Ler esses livros naquela idade mudou completamente a minha forma de pensar, de ver o mundo.
Vez por outra, ele também abria a discussão para temas não ligados necessariamente à sua disciplina, como, por exemplo, a guerra das Malvinas, que, à época, dividiu a opinião pública. Depois que acabei o segundo grau, ainda o encontrei algumas vezes e conversamos rapidamente.
Há seis anos, porém, recebi a triste notícia de que o professor Furtado havia sido misteriosamente assassinado."




Zeca Baleiro é maranhense de São Luís. Ganhou tal apelido na faculdade por ser um inveterado consumidor de guloseimas. Seu gosto por balas, tortas e doces o levou a abrir uma loja especializada no ramo, a Fazdocinhá.

Com quase 15 anos de carreira, Zeca Baleiro alcançou a reputação de compositor e intérprete original e carismático. Desde sua aparição no MTV Acústico de Gal Costa, em 1997, o músico tem se apresentado a platéias cada vez maiores, como a do Festival de Montreux, na Suíça.

Um dos momentos memoráveis da atuação do compositor foi "Os 5 no Palco", espetáculo promovido em 1998 pelo Sesc-SP em várias cidades paulistas e que reuniu Zeca Baleiro, Lenine, Chico César, Paulinho Moska e o percussionista Marcos Suzano.

Com seu CD de estréia Por Onde Andará Stephen Fry? (1997), a Ilha de São Luís — já famosa pela riqueza das manifestações populares e folclóricas — entrou no cenário do pop rock nacional. Esse álbum rendeu a Zeca Baleiro três Prêmios Sharp, nas categorias Melhor Música, Melhor Disco e Artista Revelação de 1998 e as músicas — Bandeira, Heavy Metal do Senhor e Flor da Pele — foram incluídas em trilhas de novelas.

O segundo disco, Vô Imbolá (1999), reafirmou o talento do músico para compor letras hilárias e refrões fáceis de serem aprendidos e lhe valeu a indicação ao Grammy Latino/2000 de melhor álbum pop.

Zeca Baleiro é padrinho do Projeto Manguerê, que atende 350 adolescentes de São Luís e é apoiado pelo Unicef e Criança Esperança. O projeto oferece ações complementares às da escola e visa a despertar a sensibilidade dos jovens por meio de oficinas de dança, percussão, capoeira, artes plásticas e bumba-meu-boi.