1. Central de Atualidades
  2. Reportagens
  3. Educação indígena de verdade
Educação indígena de verdade.
População indígena no Brasil

Apesar da política de educação indígena no Brasil, há uma média de 4 professores para cada 70 alunos nas escolas (são 176.714 estudantes nas 2.480 escolas que funcionam em terras indígenas, e apenas 10.200 professores). E a demanda tende a aumentar, uma vez que a taxa de crescimento populacional indígena é maior do que a média nacional (a primeira é de 4,0% e a segunda, de 1,4%) — ou seja, a necessidade de escolas indígenas tende a ser cada vez maior.

É difícil estimar quantos são os índios no Brasil. Os números variam entre 450 mil e 734 mil em terras indígenas. Essa variação enorme se deve aos diferentes resultados obtidos por agências do governo, organizações não-governamentais e até mesmo pelo IBGE, que, no censo de 2000, considerou o fator “cor de pele” por autoidentificação.

Então, quem é considerado índio? De acordo com o Instituto Socioambiental, índios são os indivíduos que se autorreconhecem e são reconhecidos como integrantes de um povo indígena. Segundo dados de 2007 do MEC/Inep, há mais de 220 povos distintos, que ocupam 12,54% do território nacional. Isso significa uma área de 107.184,43 km2, um pouco maior do que o estado de Pernambuco. A maior parte deles (60%) está concentrada na Amazônia Legal.

Imagem: Atlas Educacional

Localização dos povos indígenas no território nacional.

 

Estima-se que, no início do século XVI, quando os primeiros portugueses chegaram ao Brasil, havia cerca de 6 milhões de indígenas, algo próximo à população atual do estado do Maranhão. As tribos têm baixa densidade demográfica: mais da metade dos povos têm menos de 500 indivíduos, e apenas três deles têm mais de 20 mil.