1. Central de Atualidades
  2. Reportagens
  3. Rússia: das origens ao império

Por César Munhoz
Colaboraram Ederson Santos Lima e Priscila Pugsley Grahl

Filho de um inspetor de colégio, Vladimir Lênin cresceu em uma casa com boas condições financeiras e teve uma educação tradicional. Mas aos 17 anos, uma tragédia mudou sua vida e sua visão do mundo: o enforcamento do irmão, acusado de planejar a morte do czar Alexandre III. A partir daí, passou a ser um ferrenho questionador do sistema da Rússia Imperial. Mas, ao contrário do irmão, que pregava a revolução por meio de atos individuais e anarquistas, Lênin imaginava meios de fazer os trabalhadores chegarem ao poder coletivamente. Fortemente influenciado pelas idéias de Karl Marx, Lênin foi autor de diversos estudos que se tornaram essenciais para a compreensão do pensamento socialista. Foi também quem traduziu, pela primeira vez, o Manifesto Comunista de Marx e Friedrich Engels para o idioma russo. Seu posicionamento radical lhe valeu a expulsão da faculdade (Lênin continuou estudando por conta própria e se formou em direito), uma prisão e o exílio na Sibéria, onde fortaleceu suas idéias de combate ao regime russo.

Saiba mais sobre Lenin

Enquanto as revoltas populares explodiam no Império (e explodiam o Império), ele, que depois de solto refugiou-se na Suíça, começou a planejar a tomada do poder junto com os companheiros bolcheviques. Com a ajuda do governo alemão (que tinha interesse em desestabilizar ainda mais a situação na Rússia), Lenin conseguiu voltar a seu país e chegou bem no meio da confusão, em 1917.

Bolchevique é o nome dado à facção do Partido Operário Social Democrata Russo que pregava que os integrantes da organização deveriam agir como ativistas revolucionários, recorrendo às armas se fosse necessário. Eram liderados por Lenin e seus opositores eram os mencheviques.

A governança do país estava dividida entre o Governo Provisório — formado pela Duma, último resquício do tempo dos czares — e os sovietes, conselhos populares que se espalhavam por toda a Rússia. Foi no Soviete Central de São Petersburgo que Lenin encontrou espaço pra levar suas idéias em frente, conseguindo que alguns bolcheviques (que a essa altura do campeonato já constituíam um partido à parte) conquistassem cargos-chave.

• Saiba mais sobre os acontecimentos pré-revolução

Nem mesmo a proibição das atividades da facção bolchevique e um novo exílio de Lenin conseguiram parar a Revolução de Outubro de 1917, quando os bolcheviques invadiram os prédios públicos, prenderam os integrantes do Governo Provisório e tomaram o poder. Com a ausência de Lênin, o grupo foi liderado por Leon Trotski, que, assim como seu companheiro, foi também um dos principais teóricos do movimento socialista, desenvolvendo a idéia - original de Marx - da “revolução permanente”, que prega um combate total ao modelo capitalista. A partir daí, os bolcheviques ganhariam outro nome: Partido Comunista da União Soviética.

Saiba mais sobre Trotski

  | próximo
   
URSS: da revolução à superpotência
Stalin consolida a URSS
Desestalinização e reação