Alter do Chão – Um mar subterrâneo


Por: Julio Cezar Winkler

Com cerca de três vezes o volume de água contida pela represa de Itaipu, foi anunciada por pesquisadores da Universidade Federal do Pará a descoberta do Aquífero Alter do Chão, maior reservatório subterrâneo de água encontrado até agora. Uma ótima notícia em um momento em que a disponibilidade de recursos hídricos é definida como estratégica.

Geologia dos aquíferos

Aquíferos são porções internas da crosta terrestre com capacidade para armazenar água e cuja porosidade é suficiente para que a água realize movimentos por diferença de pressão hidrostática. A crosta terrestre, ou litosfera, é a porção mais fina entre as principais camadas que formam o nosso planeta. É nela que vivemos, e dela retiramos os recursos naturais necessários para o nosso sustento e desenvolvimento.

Afirmar que a litosfera (lito, do grego líthos, significa rocha, pedra) é formada apenas por material sólido é um erro. Com espessura média variando entre 10 e 35 km, constitui-se também por líquidos, como água e gases associados a depósitos fósseis. Materiais em estado sólido representam a maior parte da sua composição; porém, os diferentes níveis de porosidade desses materiais propiciam maior capacidade de armazenar água e formar aquífero.