No show dos Backstreet Boys, a fila era de dar volta no quarteirão e de pôr as mães de cabelo em pé.

Depois que Elvis Presley armou o topete e chacoalhou os quadris, a juventude nunca mais foi a mesma. Trinta anos mais tarde, nos anos 80, o fervor provocado por astros da música pop continuaria intacto, mas com outras feições. A partir do surgimento do grupo porto-riquenho Menudos, são as chamadas boys-bands que passaram a provocar as maiores demonstrações de histeria coletiva.

Levar fãs ao delírio com coreografias ensaiadas, visual da moda e garotos boas-pintas definitivamente não tem nada de novo. O sucesso de grupos como os New Kids on The Block já inspiraram até mesmo versões nacionais das boys-bands, como os grupos Dominó e Polegar. Há até quem veja os Beatles como os ancestrais dessa febre.

Porém, desde que os quatro meninos de Liverpool fizeram o mundo se descabelar e esgoelar o seu iê-iê-iê, o Brasil jamais teve notícia de tamanha idolatria. A tietagem atingiu seu auge na primeira turnê dos Backstreet Boys ao país. Todo mundo sabe que milhões de meninas entre 13 e 19 anos dormem e acordam rodeadas de pôsteres do grupo.

Um dia antes do show, as barracas foram desarmadas. Para se abrigar da chuva, o jeito foi ficar embaixo da lona.

O que ninguém esperava é que elas levassem essa mania tão a sério. Para conseguir alguma lembrança, toda fã que se preze sabe: é preciso chegar o mais perto possível do ídolo. Elas são capazes de tudo para pedir um autógrafo, tirar uma foto, trocar uma palavra com Nick, Kevin, AJ, Howie D ou Brian. Foi por isso que disputaram, palmo a palmo, um lugar na fila do show de São Paulo.

O Educacional acompanhou as peripécias de algumas garotas que foram, por quase um mês, fãs profissionais. Em cerca de 200 barracas numeradas, para guardar o lugar na fila, elas enfrentaram calor, frio e desconforto em um acampamento improvisado do lado de fora do estacionamento do Anhembi, local do show. Até 5 de maio, a espera foi extenuante. Mas elas garantem que valeu a pena.


<< voltar outras reportagens >>