1. Central de Atualidades
  2. Reportagens
  3. Histórias de palco e picadeiro



Aos 81 anos, Orlando Orfei guarda uma tradição que já dura sete gerações em sua família: ser artista de circo. Desde 1825, quando o pai do seu tataravô fundou o primeiro circo, o destino de quem nasce com o sobrenome Orfei é sacrificar a vida em ensaios e ter como recompensa os aplausos da platéia.




A cada ano, um novo grupo de jovens de baixa renda se prepara para montar um espetáculo capaz de impressionar as platéias mais exigentes. Eles mostram como misturar, com perfeição, arte e educação. A diretora Carla Lopes fala como o teatro pode melhorar as escolas e derrubar as barreiras entre pais e filhos e entre alunos e professores.