1. Central de Atualidades
  2. Reportagens
  3. Brasil embaixo d'água
   
Previna-se!
 

Por Alexandre Loureiro, especialista em biologia do portal

Prefeitura de Caratinga
Em casos de catástrofes naturais, as pessoas precisam saber o que fazer antes, durante e depois das enchentes para que minimizem as perdas materiais e humanas ocasionadas por elas.
Por mais que as pessoas afetadas pelas inundações aguardem providências eficazes do poder público ou esperem que a população em geral mude a mentalidade e passe a enxergar o problema como responsabilidade de todos, o fato é que, em casos de catástrofes naturais, os diretamente envolvidos precisam saber o que fazer antes, durante e depois das enchentes a fim de que, já que não podem evitar, pelo menos minimizem as perdas materiais e humanas ocasionadas por elas.


Antes da enchente:

- Se você mora em regiões suscetíveis de alagamentos, mantenha-se sempre informado sobre as condições do tempo por meio de rádio, TV ou órgãos públicos como o Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil e os serviços de meteorologia;
- Ao primeiro sinal de chuva forte, levante os móveis, eletrodomésticos e todos os demais objetos que possam ser removidos;
- Desligue os aparelhos elétricos e eletrônicos, a chave geral e feche o registro de entrada de água;
- Retire o lixo e leve-o para áreas não sujeitas a enchentes;
- Procure abrigo em locais altos e secos.

Durante a enchente:

- Evite contato com a água contaminada da enchente, pois ela pode provocar doenças e acidentes;
- Se estiver em local seguro, procure não se deslocar. Não atravesse ruas alagadas, desse modo você evita o risco de ser levado pela água;
- Em local inundado, preste atenção a buracos e bueiros sem tampas ou encobertos pela água;
- Em caso de ventos muito fortes, cuidado com a queda de árvores, fios, postes, semáforos, etc.;
- Utilize calçado, calça comprida e blusa para a proteção do corpo. Não use bermuda e não fique sem camisa;
- Se você estiver num carro durante a enchente, diminua a velocidade e mantenha a distância do veículo da frente. Procure parar o seu carro em locais altos e livres de enchentes. Certifique-se, por intermédio do rádio, qual o melhor itinerário a seguir a fim de escapar das áreas alagadas e evite cruzá-las. No entanto, se não for possível, procure dirigir devagar, mantendo o carro acelerado, não se aproximando demais do veículo que está à frente e aguardando que ele passe totalmente primeiro para, só então, seguir.

Depois da enchente:

- Não consuma água de locais atingidos pelas enchentes. Beba apenas água filtrada e fervida;
- Inutilize os alimentos que tiveram contato com a água da inundação;
- Lave e desinfete os objetos atingidos pela enchente. Para isso, use uma mistura de um copo de água sanitária para cada balde de 20 litros de água limpa;
- Se houver inundação, lave imediatamente as áreas atingidas, evitando o contato direto com a água e a lama. Use luvas e botas;
- Fique atento aos sintomas de doenças, tais como febre, vômito, dor de cabeça ou no corpo, principalmente na “batata da perna”, e diarréia. Nesses casos, procure os serviços de saúde;
- Chuvas de grande intensidade ou longa duração provocam deslizamentos, principalmente em áreas de risco. Fique atento a qualquer sinal de deslizamento.

anterior | próximo
   
 
 
Brasil embaixo d’água
Um problema de todos
Previna-se!
Doenças relacionadas às enchentes
   
Saiba como se formam as enchentes
Especial Ano Internacional da Água (2003)
   
Se você mora em alguma região afetada por enchentes e gostaria de nos enviar o seu relato, entre em contato conosco