texto

Uma fonte de recursos

As florestas temperadas foram muito importantes para o desenvolvimento da humanidade e hoje se encontram praticamente devastadas. Ocupavam quase toda a Europa, onde seus remanescentes são escassos, formados principalmente por pequenas manchas mescladas com enormes áreas de cultivo ou grandes zonas urbanas. Nos Estados Unidos, localizavam-se na maior parte da porção oriental do país e em porções esparsas da costa ocidental. Devido à colonização intensa, encontra-se grandemente devastada, pois os estadunidenses seguiram o exemplo dos europeus.
É interessante notar que as florestas sempre representaram para o ser humano uma fonte inesgotável de recursos. Os aparatos tecnológicos existentes até o início do século passado eram precários e lentos, se comparados às máquinas e aos tratores desenvolvidos na atualidade. O incremento da técnica possibilitou um grande avanço no uso dos recursos florestais e, consequentemente, na sua devastação.
A partir de meados do século passado, começamos a perceber que as florestas não podem ser tratadas apenas como recurso: devem ser consideradas também como fonte de manutenção da própria vida. Nossos antepassados viam a floresta como um ambiente hostil, repleto de perigos e que precisava ser dominado e aniquilado, de preferência, pois só assim seriam garantidos os recursos e a segurança de que necessitavam. Atualmente, temos outro tipo de relação com as florestas: entendemos a sua importância e devemos agir no sentido de preservá-las, seja por meio de ações diretas, engajando-nos em alguma ONG que trabalhe pela preservação florestal, seja de forma indireta, atentando para os produtos que consumimos diariamente, procurando saber se não são produzidos a partir de recursos florestais, sem o seu devido manejo e sem uso racional.