1. Central de Atualidades
  2. Reportagens
  3. 2011 - Ano Internacional das Florestas
texto

Floresta boreal, de coníferas ou taiga

Em vermelho respectivamente, boreal conífera da America do Norte e boreal de coníferas

Localização – ocupa uma faixa situada ao sul do Círculo Polar Ártico, tanto na Eurásia quanto na América do Norte, constituindo cerca de 38% das florestas do Planeta.

Crédito: © iStockphoto/borcheeborchee
Floresta de Coníferas

Clima – bastante frio e úmido, sendo comum a presença de neve em pelo menos metade do ano, com temperatura mínima podendo chegar a -50ºC. O período de maior presença de insolação e, consequentemente, o de crescimento, dura entre três e quatro meses.

Características – contém pouca diversidade biológica, na sua maioria formada por árvores de porte mediano, que apresentam adaptações que permitem a sua existência em clima extremamente frio, como as folhas em forma de agulha, o que dificulta a perda de umidade por evapotranspiração. Além disso, são resistentes ao peso da neve que se acumula em seus galhos, formado uma espécie de iglu natural, que serve de abrigo para os animais.
Crédito: © iStockphoto/sandramo
As folhas em forma de agulha dificultam a perda de umidade por evapotranspiração.

Fauna – apesar das características climáticas, a fauna da floresta de coníferas é abundante, formada por mamíferos como lebres, lobos, alces e raposas, que, em virtude da sua grossa pelagem, conseguem sobreviver aos grandes períodos de frio característicos da região. No verão, aves migratórias passam a compor a paisagem das coníferas em busca da abundância de insetos que ocorre nessa estação.
Crédito: © iStockphoto/KaidoKarner
A fauna da floresta de coníferas é abundante, apesar do clima.

Situação atual – um fator que favorece a preservação da floresta de coníferas é a sua própria localização em regiões de clima muito frio, pois isso dificulta a fixação de pessoas dentro do seu perímetro, o que faz com que esse tipo de ambiente exiba um aparente aspecto de preservação. Entretanto, em países como o Canadá a exploração de madeiras de espécies como o pínus e a pícea são muito utilizadas na indústria de celulose e papel, o que vem contribuindo para a diminuição de sua área.