1. Central de Atualidades
  2. Reportagens
  3. Dia do patrimônio histórico : 17 de agosto
retorna à página anterior



Comemora-se o Dia do Patrimônio Histórico na mesma data em que nasceu o historiador e jornalista Rodrigo Mello Franco de Andrade (Belo Horizonte-MG, 1898-1969). Por meio da Lei nº 378, de 1937, o governo Getúlio Vargas criou o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), onde o historiador trabalhou até o fim da vida.

Em seu esforço de preservação dos bens culturais do país, o IPHAN já tombou 16 mil edifícios, 50 centros urbanos e 5 mil sítios arqueológicos brasileiros. Dono de um acervo monumental, o instituto tem mais de um milhão de objetos catalogados, entre livros, arquivos, registros fotográficos e audiovisuais.

O Museu Nacional de Belas Artes, o Museu Imperial, o Museu Histórico Nacional, o Museu da República, o Museu da Inconfidência, o Paço Imperial, a Cinemateca Brasileira e o Sítio Roberto Burle Marx são algumas das principais instituições sob a responsabilidade do IPHAN.

O Brasil tem ainda doze monumentos culturais e naturais na Lista do Patrimônio Mundial (World Heritage), da Unesco. Até 1999, havia 630 bens de 118 países inscritos nessa lista. Desses, 480 são patrimônios culturais, 128, naturais e 22, mistos.
artigo de Ricardo Oriá
Pantanal
Mato-Grossense
Parque Nacional
do Jaú
Ouro Preto
Centro histórico
de Olinda
Ruínas de São Miguel
das Missões
Centro Histórico
de Salvador
Santuário de Bom
Jesus de Matosinhos
Parque Nacional
do Iguaçu
Brasília
Parque Nacional da
Serra da Capivara
Centro Histórico
de São Luís
Centro Histórico
de Diamantina
Mata Atlântica
Reservas da Costa
da Descoberta
Reservas
do Sudeste
veja outras reportagens