1. Central de Atualidades
  2. Reportagens
  3. Robôs: da ficção à realidade

Eles montam máquinas, fazem cirurgias, limpam a casa e entretêm as crianças. Daí, a se confundirem com seus criadores e agirem como humanos, há uma longa história científica pela frente.

Por Fernanda Peruzzo
27/11/2009

Um mundo habitado por seres artificiais com aspecto humano não é mais exclusividade das obras de ficção científica. Os androides já existem e o fato de eles ainda não andarem por aí é só uma questão de tempo. Segundo o professor de robótica da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp), Alexandre da Silva Simões, a criação de robôs humanoides, ou seja, que possuem características físicas e sensoriais idênticas às humanas, é o foco das pesquisas das áreas de engenharia, mecatrônica e robótica aqui no Brasil e no mundo. Segundo ele, “a robótica industrial foi o centro das pesquisas nos anos 80 e 90. A intenção era criar máquinas que pudessem montar carros e outras peças. Agora, as pesquisas estão voltadas para a robótica doméstica, que visa criar robôs que vão interagir e conviver com as pessoas, dentro das suas casas, auxiliando nas tarefas domésticas ou simplesmente fazendo companhia”. O professor também afirma que “o foco é criar um robô apto ao convívio social”.