Início > Ziraldo > Sala de leitura > Piadas e anedotas
 
Sala de leituras




As aventuras da Supermãe

as melhores piadas do mundo, anedotas do Pasquim e do Mineirinho

O Menino Maluiquinho

cartazes








Sala de leitura Ziraldo

piadas e anedotas
Piadas do Mineirinho

Viagem

Um mineiro encontrou o outro na rodoviária e perguntou:

- Onde é que ocê vai, cumpadre?

- Eu vou pra Manhuaçu - respondeu o outro.

- Boa viagem - disse o primeiro mineiro, e foi saindo. E foi saindo e dizendo pra si mesmo:

- O cumpadre pensa que me engana. Ele tá dizendo que vai pra Manhuaçu pra eu pensar que ele vai pra Manhumirim. Mas ele vai é pra Manhuaçu mesmo.

     

Tomadas

Mineirinho entra numa loja de ferragens e pede uma tomada.

E o vendedor pergunta:

- O senhor quer tomada macho ou tomada fêmea?

E o mineiro:

- Ô, moço, acho que tanto faz. Nós qué uma tomada é pra acender a luz e não pra fazer criação.

 
     

Médico

Mineirinho chegou aqui no Rio e tinha que ir ao médico. Aí, quando disseram o preço da consulta, ele quase caiu da cadeira.

- Como é que eu vou fazer?

E o outro, que já morava no Rio há mais tempo falou para ele que conhecia um médico que cobrava a metade dos outros. E com uma vantagem: na segunda vez que o cliente voltava lá, aí ele cobrava a metade da metade.

Mineirinho não teve dúvida. Foi a este médico. E foi chegando e foi dizendo:

- Bom dia, doutor. Sou eu, de novo!

 
   

À mesa

Lá ia o capiau na mesa do restaurante do trem, comendo sua comidinha bem devagar, quando sentaram-se à mesa uma senhora com os seus dois filhos. Pediram a comida e, enquanto aguardavam, o capiauzinho calmo acabou de comer. Acabou, pegou um palito, esticou as pernas e soltou aquele arroto enorme. A mulher ficou escandalizada e perguntou pro capiau:

- O senhor tem o hábito de fazer isso na frente dos seus filhos?

E disse o capiau:

- Óia, dona... lá em casa a gente num tem regra fixa, não. Às vez, arrota eles, às vez, arrota eu!

 
   

Mentiras

Esta é um clássico. E clássico todo mundo tem obrigação de conhecer. E paciência para ouvir de novo. Vamos lá:

Um ventríloquo foi passear na roça. E corta logo para ele passeando na carroça de um matuto, numa tarde gostosa, cheia de silêncio. De repente, como o silêncio era tanto que tava até dando paz demais, o ventríloquo resolveu tirar um sarro com o capiau:

- Escuta, companheiro, você sabia que o seu cavalo fala?

O matuto não acreditou. Mas foi só o tempo de não acreditar e levar o maior susto; o cavalo danou a conversar com ele, e o matuto ficou maravilhado.

Aí passou um boi, e o boi falou. E passou uma vaca, e a vaca falou. E logo em seguida, o que é que vinha vindo lá? Uma cabrinha muito sestrosa, balançando as ancas, que parou bem ao lado da carroça. Parou e ficou olhando.

E já ia "dizer" alguma coisa, quando o matuto se virou e disse:

- Não acredita nela, não. Ela é mentirosa!!

 

As melhores anedotas do mundo | As anedotas do Pasquim | Piadas do Mineirinho

 

Biografia Obras, livros, coleções Maluquinho Papo furado educação Novidades